segunda-feira, 11 de maio de 2009

Jornalista iraniano-americana presa no Irã é libertada

Roxana Saberi teve pena reduzida por tribunal de apelação.Ex-miss havia sido condenada por espionagem pró-EUA.

G1

A jornalista iraniano-americana Roxana Saberi foi libertada nesta segunda-feira (11), depois que uma corte de apelação reduziu sua sentença de espionagem, de oito anos para dois anos com suspensão de pena.

O julgamento da apelação ocorreu no domingo, mas o veredicto ainda não havia sido anunciado. Segundo o advogado de Roxana, ela será proibida de exercer o jornalismo no país durante cinco anos.


Roxana chegou a fazer greve de fome no cárcere em protesto contra sua condenação, segundo a sua família.

A jornalista foi Miss Dakota do Norte em 1997 e esteve entre as dez finalistas do Miss América naquele ano. Sua mãe, Akiko, é japonesa, e seu pai é iraniano. Ela nasceu nos EUA e cresceu em Fargo, Dakota do Norte. Roxana foi detida em janeiro em Teerã, onde mora desde 2003, e condenada em abril a oito anos de prisão por um tribunal revolucionário da capital iraniana acusada de espionagem a favor dos Estados Unidos. A sentença foi duramente criticada pelo Departamento de Estado dos EUA e pelo presidente Barack Obama.
Postar um comentário