sexta-feira, 29 de maio de 2009

Mylena Ciribelli não vai renovar com a Globo e deve fechar com a Record

Mylena Ciribelli e TV Globo não chegaram a um acordo nesta quarta-feira (27/05) e o contrato da jornalista com a emissora, que vence no dia 31/05, não será renovado. As informações do mercado dão conta de que na próxima segunda-feira (01/06) a Record pode se manifestar sobre uma possível contratação da apresentadora.

Ela deverá reforçar a equipe esportiva que terá muito trabalho pela frente. A Record comprou os direitos de transmissão dos Jogos de Inverno de Vancouver (2010), do Pan de Guadalajara (2011), da Olimpíada de Londres (2012) e dos Jogos Pan-Americanos de 2015.

Profissionais que trabalham na Globo estão constantemente na mira da Record. As mais recentes contratações foram do repórter Vinícius Dônola, que trabalhou no Fantástico nos últimos quatro anos. Ele foi contratado para fazer reportagens para o Domingo Espetacular, Jornal da Record e Câmera Record. Desde março integra o novo núcleo de reportagens especiais da emissora no Rio, composto por novos editores, produtores e cinegrafistas, e por profissionais que já exerciam essas funções.

Na mesma época, foram contratados Dario Leite, hoje chefe de reportagem, e Marcos Silveira, o diretor de eventos esportivos, ambos em São Paulo.

Em fevereiro, foi a fez do jornalista Sérgio Hilinsky, que assumiu a coordenação de esportes da Record. Ele deixou 15 anos do departamento de esportes da Globo.

Oscar Schmidt também deixou a Globo rumo à Record. “Decidi fechar com a Record porque ela tem os direitos das próximas Olimpíadas, de dois Panamericanos e das Olimpíadas de Inverno. Eu serei o embaixador de esporte do canal. Fiquei honrado com o convite. Na Globo, o meu trabalho se limitava a ser comentarista de basquete, apesar de ter tentado fazer mais coisas. Até que apareceu essa proposta encantadora da Record e decidi aceitar”, disse ele ao Comunique-se em fevereiro passado.

A Globo chegou a exigir que Schmidt cumprisse o contrato que tinha com ela até 2011, mas o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro suspendeu liminar que o obrigava a permanecer na emissora carioca.
Postar um comentário