sexta-feira, 26 de junho de 2009

MICHAEL JACKSON: Morre rei do Pop


A carreira de sucesso do cantor pop Michael Jackson, que morreu na quinta-feira (25), em Los Angeles, aos 50 anos, foi marcada também por muitos escândalos. Entre as acusações contra o cantor, considerado o rei do pop, estão casos de abuso sexual e pedofilia. Parte da fortuna do astro se dilapidou com o pagamento de advogados, acordos judiciais e salários de empregados do rancho “Neverland”, na Califórnia.

- Em agosto de 1993, o primeiro escândalo sexual envolvendo o nome do cantor se torna público. Um pai acusa Michael Jackson de abusar sexualmente do filho de 13 anos. Depois de um acordo amigável, a família silenciou sobre o caso e as investigações policiais foram arquivadas.

- Em novembro de 2002, após o nascimento do seu terceiro filho, Michael Jackson aparece segurando o recém-nascido, com o rosto coberto, para fora de uma janela em um hotel em Berlim.

- Em fevereiro de 2003, no documentário "Living with Michael Jackson", produzido por um jornalista britânico que passou meses com o cantor, Michael Jackson diz que nunca abusou de crianças, mas conta já ter dividido sua cama com elas.

- Em 2003, depois da exibição do documentário, denúncias de pedofilia levaram Michael Jackson a ser preso e liberado após pagar fiança. O cantor foi indiciado.

- Em 2005, Michael Jackson é julgado e absolvido de todas as acusações. Depois do julgamento o cantor deixou de morar no rancho "Neverland".

- Em abril de 2009, objetos de Michael Jackson seriam leiloados para ajudar o cantor a pagar dívidas que passavam de US$ 24 milhões. Mas o leilão foi cancelado.

Carreira
Michael Jackson nasceu em 29 de agosto de 1958 em Gary, Indiana, o sétimo de nove irmãos. Cinco dos irmãos Jackson - Jackie, Tito, Jermaine, Marlon e Michael - apresentaram-se juntos pela primeira vez em um programa de calouros quando Michael tinha 6 anos. Eles levaram o primeiro prêmio.
O grupo mais tarde se tornou The Jackson Five, e, quando assinou contrato com a gravadora Motown Records, no final dos anos 1960, passou por uma metamorfose final, tornando-se The Jackson 5. Pelo mesmo selo, Michael lançou seu primeiro álbum solo em 1972, "Got to be there".

De lá até a 2001, o cantor gravou outros oito álbuns solo, incluindo "Off the wall" (1979), produzido pelo lendário Quincy Jones, e "Thriller" (1982), que ficou 37 semanas consecutivas em primeiro lugar das paradas, com cerca de 60 milhões de cópias vendidas no mundo.

"Thriller" - que ganhou uma reedição comemorativa em 2008 - é uma das principais responsáveis por imortalizar pérolas pop como “Billy Jean” e “Beat it”. Ao todo, sete canções chegaram ao topo das paradas de sucesso nos Estados Unidos. O álbum deu origem ainda a um dos clipes mais cultuados desta era. Dirigido por John Landis, o vídeo da faixa-título mostra o astro pop se transformando em zumbi e traz a risada sinistra de Vincent Price, que assombrou muitos adolescentes no início dos anos 80.

Outros álbuns incluem "Bad" (1987), "Dangerous (1991) e "Invincible" (2001). No total, segundo cifras divulgadas nos Estados Unidos, Michael Jackson vendeu 750 milhões de discos.

Em 1994 Jackson se casou com a filha única de Elvis Presley, Lisa Marie, mas o casamento terminou em divórcio em 1996. No mesmo ano Jackson se casou com Debbie Marie Rowe e eles tiveram dois filhos antes de se separarem em 1999. Eles nunca viveram juntos.

Jackson teve três filhos: Prince Michael I, Paris Michael e Prince Michael II, este último conhecido por um momento público breve em que seu pai o segurou para fora da sacada de um hotel.

Entre as muitas polêmicas e escândalos protagonizadas por Michael Jackson, a mais significativa aconteceu em 2005, quando o cantor foi a julgamento após ser acusado de pedofilia e absolvido.

Sobre sua fisionomia, que mudou significativamente desde que ficou mundialmente conhecido, Michael admitiu ter feito duas cirurgias no nariz e uma para ficar com uma covinha no queixo, segundo a autobiografia "Moonwalk" (1988).

Já sobre a mudança na cor da pele, o cantor atribuiu-a à doença conhecida como vitiligo, que causa despigmentação.
Postar um comentário