sexta-feira, 1 de junho de 2007

CONEXÕES: da Lama ao Caos

  • Lama: Quem diria, já foi uma das maiores riquezas da humanidade. No Egito de 4 mil anos atrás, quem tivesse um lote de lama nas margens do rio Nilo tinha de pagar tributos ao Faraó, já que o solo alagado viraria terreno fértil. Só rolava um problema: como demarcar os lotes dos agricultores se ainda não existia o esquadro para marcar certinho a quina do terreno, com 90º? Foi daí que nasceu a....
  • Geometria: Os funcionários do Faraó deram um jeito: formaram um triângulo com cordas de 3, 4 e 5 metros. Se você fizer o mesmo, vai perceber que um dos cantos é uma quina perfeita. E eles acharam isso antes de Pitágoras, que só descobriria o mesmo em 6 a.C. Era assim, meio por acaso, que a geometria evoluía durante a Idade Antiga. Até que finalmente surgiu alguém para botar ordem na bagunça:
  • Euclides: Ele viveu em Alexandria (325-265) e compilou todo conhecimento adquirido pelos egípcios e gregos na obra Elementos, a mais influente na história da matemática. O livro passou pelas mãos de gente como Galileu, Descartes e Newton. Mas, quando o século 20 chegou, o polonês Benoît Mandelbrot descobriu os ...
  • Fractais: São figuras com detalhes infinitos que não têm como ser explicados pela geometria tradicional. O jeito então foi criar outra: a geometria fractal. Aí ela serviu para explicar outras coisas infinitamente complexas, como o clima. E passou a fazer parte de uma nova ciência: a teoria do ...
  • Caos: Flutuação no preço de ações na bolsa de valores, dinâmica dos vulcões, os batimentos do seu coração. Tudo o que funciona de um jeito aleatório, caótico, entra nessa matemática. Mas intrigante mesmo é o objeto em que o matemático Alan Hastings, da Universidade da Califórnia, aplicou a teoria: o comportamento de carangueijos que vivem na lama: Pois é: da lama ao caos, do caos à lama.
Postar um comentário