sexta-feira, 27 de julho de 2012

Banco Comunitário União Sampaio: moeda paralela fortalece comunidade de SP


Marina Franco
Superinteressante

Inspirada no conceito de microcrédito, criado pelo indiano Muhammad Yunus – que, por isso, ganhou o Nobel da Paz em 2006 -, a comunidade Jardim Maria Sampaio, no Campo Limpo, zona sul de São Paulo, criou há três anos o Banco Comunitário União Sampaio*. A ideia é simples e revolucionária: os moradores de baixa renda, que não têm acesso aos financiamentos de bancos tradicionais, podem pegar empréstimos sem juros.
O empréstimo é feito em uma moeda local – chamada Sampaio e que equivale ao Real –, aceita em diversos estabelecimentos do bairro, como mercado, açougue, cabelereiro, drogaria e floricultura. Assim, o dinheiro circula na própria comunidade, aquece a economia local, a faz crescer e acaba fomentando novos empreendedores na região.
Os serviços do Banco Comunitário União Sampaio já beneficiaram, diretamente, 1200 moradores da comunidade. E a demanda está crescendo. Tanto que, agora, o Banco espera conseguir financiamento coletivo para fortalecer suas ações e atender mais pessoas. Qualquer um pode contribuir para o projeto postado no Catarse!
Para saber mais sobre o assunto, leia as matérias Thiago Vinícius: um banqueiro no gueto e O poder do microcrédito, publicadas no site do Planeta sustentável.
Postar um comentário