segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Os 7 jingles mais marcantes de campanhas presidenciais no Brasil

Superinteressante
Ana Carolina Prado 23 de julho de 2010

Jingle de campanha política é que nem aqueles axés de carnaval: tem um poder imenso de grudar na cabeça e, anos e anos depois, a gente se surpreende descobrindo que ainda sabe cantar direitinho a letra. Bom, é pra isso que serve, né? Nessa lista, reunimos alguns dos jingles de campanhas políticas mais marcantes da história do Brasil.

1- Getulio Vargas – 1950
“Retrato do Velho” virou uma marchinha muito cantada no carnaval de 1950, ano em que venceu as eleições. Tendo renunciado em 1945, Vargas voltou ao poder “nos braços do povo”, como havia predito.
http://www.youtube.com/watch?v=eVgOODBrCMc&feature=player_embedded

2- Juscelino Kubitschek – 1955
Com a proposta de promover o desenvolvimento econômico do país e com o lema “50 anos em 5”, JK foi eleito. Ele se tornou o primeiro presidente civil desde Artur Bernardes a cumprir integralmente seu mandato entre 1956 e 1961. Com uma letra elaborada, o jingle fazia referência ao hino nacional no primeiro verso e celebrava a pessoa do Juscelino, “que além de patriota é nosso irmão”.
http://www.youtube.com/watch?v=FDXUWyXsJu4&feature=player_embedded

3- Lula – 1989
A eleição de 1989 teve vários jingles marcantes – também, foi a primeira eleição direta para presidente desde o golpe militar de 1964. Lula se candidatou e foi para o segundo turno, mas acabou perdendo para Fernando Collor de Mello. Muitos artistas o apoiaram e gravaram o jingle “Lula lá”, como Gal Costa, Chico Buarque, José Mayer, Malu Mader, Betty Faria, Aracy Balabanian, Elba Ramalho, Marcos Paulo. Outro clipe trazia Gilberto Gil, Chico Buarque e Djavan.
http://www.youtube.com/watch?v=8_yEqk8ITnU&feature=player_embedded

4- Collor – 1989
O jingle não teve nem de longe a mesma fama do “Lula lá” (era um “ooooô” bem feio), mas Collor venceu a eleição. Ficou no poder de 15 de março de 1990 a 29 de dezembro de 1992. Para tentar evitar um processo de impeachment por acusações de corrupção, ele renunciou ao cargo – mas o processo continuou e ele teve seus direitos cassados por 8 anos.
http://www.youtube.com/watch?v=ei7tty0uhig&feature=player_embedded

5- Brizola – 1989
Leonel Brizola (PDT) foi o terceiro colocado no primeiro turno da eleição presidencial e por pouco não chegou ao segundo turno. Mesmo não indo para o segundo turno, o jingle da sua campanha até hoje é lembrado, porque era bem fácil. “La-la-lá Brizooola”, basicamente.
http://www.youtube.com/watch?v=IKRp36hI0W0&feature=player_embedded

6- Silvio Santos – 1989
Sim: Silvio Santos tentou se candidatar à presidência em 1989, substituindo o candidato Armando Corrêa pelo pequeno Partido Municipalista Brasileiro (PMB). O seu jingle tinha era uma versão do dominical “Silvio Santos vem aí”. A versão eleitoral dizia “Silvio Santos já chegou”. Como a campanha eleitoral já estava em andamento, não deu tempo de mudar o nome impresso nas cédulas de votação e Silvio fez algumas gravações para a propaganda eleitoral explicando que seus eleitores deveriam marcar o 26, onde estava o nome de Corrêa. Mas Tribunal Superior Eleitoral impugnou sua candidatura por irregularidades no registro do PMB.
http://www.youtube.com/watch?v=U9NQ25Tc8h0&feature=player_embedded

7- Fernando Henrique Cardoso - 1994
Com o sucesso do Plano Real, estruturado enquanto era Ministro da Fazenda, Fernando Henrique foi eleito em primeiro turno e reeleito em 1998. Esse vocês lembram, não lembram? “Tá na sua mão, na minha mão, na mão da geeeenteeeee….”
http://www.youtube.com/watch?v=F46ygZn3SF0&feature=player_embedded
Postar um comentário