segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Sessão Pipoca: The Nymphomaniac

Shia LaBeouf jura que suas cenas de sexo em The Nymphomaniac, de Lars von Trier, serão reais
Por GQ Online

Pra valer. Vai ser assim a participação de Shia LaBeouf nas cenas de sexo (legais e ilegais) no próximo filme de Lars von Trier, The Nymphomaniac, que como o próprio título diz é repleto de… bem, sexo. “Lars é muito perigoso. É o cara mais perigoso que já me foi apresentado. Estou aterrorizado. Tanto que é por isso que tenho de fazer o filme. Vamos ver o que vai acontecer”, explicou o ator à MTV. O filme mostra a vida sexual de uma mulher contada por seu marido e tem entre as atrizes Charlotte Gainsbourg, Stellan Skarsgard e uma participação ainda não confirmada de Nicole Kidman. Shia disse na entrevista que tudo, mas tudo mesmo no filme será encenado de forma real – bastante para o período adulto da carreira do astro teen de Transformers, não?

“Tudo vai acontecer”

“O filme é o que você pensa que ele é. É Lars von Trier fazendo um filme sobre o tema. Só para vocês entenderem: existe um aviso no topo do roteiro original que recebemos que diz que tudo o que está nele vai ser feito para valer. O que for ilegal, vamos exibir com desfoque. Tirando isso, tudo vai acontecer”, explicou. Parece ser mais uma etapa da carreira do ator, que já declarou querer se afastar um pouco dos blockbuster e certamente ser visto mais como um adulto, como no clipe que já mostrava nudez e sexo de Sigur Rós, Fjögur Píanó. Já Lars von Trier passeia pela polêmica há tempos com seus filmes Dançando no Escuro (2000), Dogville (2003), Anticristo (2009, e que já exibia cenas chocantes e de nudismo) e o mais recente, Melancolia (2011) – embora a grande polêmica tenha sido sua declaração em pleno Festival de Cinema de Cannes, em 2011, de que era simpático a Hitler e que ele mesmo era um nazista. Brincadeira ou não, teve de se desculpar logo depois, mas não antes de ser considerado persona non grata em Cannes. “Eu tenho feito muita pesquisa por onde passo, conversando com mulheres, principalmente as que transaram até se acabar. Quando elas chegam aos 50 anos, não conseguem parar de falar no assunto”, brincou o diretor, em recente entrevista ao Time Out de Londres, acrescentando (brincando?) que o filme será extremamente longo, chato e filosófico.
Postar um comentário