terça-feira, 5 de junho de 2012

Vampiros não existem! Será? Arqueólogos acham esqueletos com barra antivampiro encravada no peito

 

Dois esqueletos da Idade Média foram achados na Bulgária. Segundo crença, pessoas ruins podiam virar vampiro após a morte.


Do G1, em São Paulo

Arqueólogos encontraram dois esqueletos da Idade Média em escavações na cidade de Sozopol, na Bulgária, que apresentavam barras de ferro encravadas no peito, com o objetivo de que eles não se transformassem em vampiros.
Segundo as crenças pagãs, as pessoas que eram consideradas ruins durante sua vida podiam se transformar em vampiros após a morte. Para impedir que isso acontece, era preciso cravar um pedaço de ferro ou de madeira no peito da pessoa antes de ela ser enterrada.

Dois esqueletos tinham barra de ferro antivampiro encravada no peito. 
Postar um comentário